segunda-feira, 13 de abril de 2015

O SEGREDO DA ÁGUA NO CAFÉ




Antes ou Depois do Café?

Quem nunca foi a uma cafeteria e se perguntou: " porque a água com gás nesse copinho?"
A água com gás limpa as papilas que nos dão as percepções de sabores na nossa língua, fazendo com que nenhum outro resquício de qualquer outro sabor que tenhamos provado antes do café, atrapalhe o nosso julgamento do espresso, ou nosso prazer em bebê-lo.

Água no Preparo
Para termos uma ideia da importância da água no processo de extração da bebida café, ela significa 95/% da qualidade da bebida.
Uma água ruim, certamente fará seu café ficar com gosto desagradável.

Métodos de Preparo: ferver ou não ferver a água?

Primeiro, use sempre água filtrada!
Água mineral contém minérios como sódio e iodo, que interferem no sabor, podendo deixar sua bebida com um leve salgado no gosto final, e que muitas pessoas confundem com amargor. Preste atenção!

Agora, ferver ou não, depende de cada método de preparo e do resultado desejado de xícara.

Coado: se ferver, deixe esfriar
Mokka: ferva!
Prensa Francesa: se ferver deixe esfriar
Ibriq: ferva!

Água muito impede que percebamos as nunces de sabores do café, e claro, estando acima de 94°, queimará nossa língua, anestesiando nossa capacidade de sentir o prazer de degustar.

Máquinas de Monodose: A temperatura é controlada pelo termobloco e, assim, a qualidade da bebida será sempre padronizada, e claro, use água filtrada sempre!

Tentem experimentar o café que vocês mais gostam com água mineral e filtrada e, façam a comparação no sabor!

Vocês certamente sentirão a diferença!

Bons Cafés!

segunda-feira, 23 de março de 2015

ESPRESSO AL CAPONE

SMOKED DRINK + CIGAR
Inspirada em minha curiosidade pelo mundo da máfia ( é…eu sei, é estranho!! ),  pela minha adoração aos cocktails potentes e, pela minha recente nova paixão – a degustação de charutos – , surgiu o ESPRESSO ALCAPONE, drink para ser consumido com um belo exemplar cubano ( ou dominicano, no meu caso ), por apreciadores de whisky, rum, conhaque e, jogadores de golfe, que reúnem todas as características citadas.
Este é um cocktail de sabor persistente, levemente amargo, mas que acompanha muito bem um charuto robusto  (formato) e deve ser apreciado sem pressa, em um daqueles momentos de reflexão, onde a conversa é interna, entre seus desejos e a realidade!
Para preparar o ESPRESSO ALCAPONE, vamos utilizar:
INGREDIENTES
40 ml de Rum  Zacapa 23
10 ml de Carpano
40 ml de café espresso
3 gotas de angustura bitter
UTENSÍLIOS
Mixing Glass ( copo utilizado para o preparo de bebidas de potencial encorpado)
Smoked Gun ( pistola para defumar alimentos) – na falta dela, utilize a técnica de colocar folhas secas sobre um coador de bar ( furadinho), queimando as folhas com o auxílio de um maçarico.
Decanter ou garrafa com tampa
Colher de bar
Copo baixo para whisky ou conhaque
MODO DE PREPARO
Coloque as folhas secas na smoking gun e direcione a defumação para o decanter ou garrafa. Tampe e reserve.
No mixing glass, coloque 8 pedras de gelo grandes e inteiras ( é importante para a diluição correta de água no seu drink!).
Junte o rum, o carpano, o café espresso (extraído na hora para manter aroma e frescor), as gotas de bitter e mexa durante 20 segundos.
Coloque a bebida dentro do decanter ou garrafa e mexa por 5 segundos para que o defumado envolva a sua bebida.
Sirva em no copo baixo sem gelo.
Aprecie em boa companhia, em uma noite de luar, harmonizando um belo exemplar de seu charuto preferido!
Cheers!

sábado, 21 de março de 2015

ROTA DE CAFETERIAS - BELUGA CAFÉ E THE LITTLE COFFEESHOP

Esta semana fiz minha rota para visitar algumas cafeterias que ainda não tinha conhecido, mas que estavam no Top 5 das mais bacanas de Sampa.

Minha primeira parada foi na Beluga, localizada no centro da cidade, em um pequeno galpão, com decoração simples e intimista.

Existem duas mesas comunitárias, e mais três para casais, um balcão onde os docinhos e os lanches ficam expostos e os pedidos de cafés são feitos diretamente no balcão para os proprietários, que também são os baristas.

Comecei com um lanche de tomate seco, mussarela de búfala e rúcula, e uma salada de folhas verdes com granola salgada! Simples mais delicioso!





Após o almoço, nada melhor do que um espresso!
Então, para não escolher entre o grão da variedade moka, ou o cerrado mineiro, tomei um de cada! E na verdade...repeti!!




A segunda parada foi em um lugar, fofo, cheio de personalidade, intimidade e amor!

O The Little Coffeeshop, é a mais nova aposta da coffeelover Flávia Pogliani, ex Martins Café, que serve espressos honestos, rápidos e com a maior simpatia, blend que ela pediu ao Coffee Lab para desenvolver o perfil de torra.

Situado em Pinheiros, na esquina da Arthur de Azevedo com a Lisboa, em uma porta facilmente reconhecível por um grafite imenso na parte de cima, você pede seu espresso, come um delicioso pudim de tapioca com coco, e depois de 10 minutos, vai embora feliz!



Tudo é orgânico, reciclável e feito pensando no bem estar de quem consome!

Vale o passeio! E funciona de 2° a 6° das 12h - 17:30

Estamos cada vez mais bem servidos de bons lugares para tomar café bom!!

Até o próximo post!

O COADO NOSSO DE TODO DIA!

Todos nós amamos café coado!
Nós crescemos tomando o café coado da mãe ou da avó! 
Mas, qual o segredo desse café cheiroso e gostoso que adoramos beber todos os dias?
Primeiro, temos de entender como comprar café.
Selo_Pureza_ABIC
Quando formos ao supermercado, devemos procurar as embalagens que contenham o selo da ABIC, que é uma associação regulamentadora de qualidade do café, portanto, esse é um ponto importante para sabermos que o café tem procedência!
E chegando em casa, é hora de prepararmos nossa bebida!
Preferencialmente, devemos usar água filtrada, sem ferver e respeitando proporções de pó e água.
O café é composto por 95% de água, então todo cuidado é válido! Coloque água na chaleira e observe. Quando ela começar a levantar fervura, aquelas borbulhas de ar, é hora de desligarmos o fogo.
O coador de papel deve ser colocado no suporte plástico, e precisa ser escaldado! Vamos jogar um pouco da água que já esquentamos, na lateral do coador para que, excessos de celulose sejam lavados pela água. Depois, é só descartar essa água! Agora, vamos colocar o pó de café dentro do coador úmido. A proporção correta é sempre 1 x 10, ou seja, se colocarmos 15 gramas de pó de café, adicionaremos 150 ml de água, isso nos dará uma bebida equilibrada, onde notaremos sabor, aroma e frescor.
Podemos agora jogar a água em movimentos circulares e devagar, num fluxo continuo mas lento, para que a infusão seja perfeita.
café-coado
Café é uma bebida de consumo imediato! Para um melhor aproveitamento, faça o café e deguste-o imediatamente após o preparo, sem colocá-lo na garrafa térmica! Se tiver aquela velha jarrinha de vidro da cafeteira elétrica, use-a! Coe o café diretamente nela e sirva com estilo!
Até o próximo post e bons cafés!

quinta-feira, 7 de junho de 2012

CHAISE LONG



Essa semana participei da reinauguração da Boutique Nespresso no Pátio Shopping Higienópolis.
Para essa ocasião, criei um drink não alcóolico com o  Grand Cru Descafeinado.
Servimos essa versão das 10h até as 17h, quando partimos para a versão alcoólica do CREME ROUGE.


Foi minha estréia em um evento Nespresso com um drink de minha autoria e fiquei muito feliz com o retorno positivio dos que por lá estiveram.
Sucesso à nova Boutique, e que venham novos eventos!

RECEITA:

1 Descafeinado Intenso -  40 ml de café
Licor de Café Kahlua  -    25 ml
Creme de frutas           -    40 ml
Cava                            -    40 ml

MODO DE PREAPRO

Reserve a Cava.
Na coqueteleira, adicione todos os ingredientes com 5 pedras de gelo e bata por 20 segundos.
Passe para a taça flutê, previamente gelada, usando uma peneira, pois o creme de frutas vermelhas tem sementes em pedacinhos.
Para finalizar, com o auxílio de uma colher de bar, com o cabo em espiral, derrame a Cava, delicadamente para que as bolhas de gás não se percam, isso vai causar um efeito efervescente no drink.




terça-feira, 8 de maio de 2012

CAFÉ COM AROMA DE WHISKY

Voltei a visitar cafeterias para estudar novos produtos, validar o atendimento e claro, degustar cafés.
Hoje a cafeteria escolhida foi uma rede do CAFÉ DO PONTO no Shopping Santana, em São Paulo.
O cardápio é muito bonito, papel couchê fosco, coisa bem cuidada, conta a história do café desde a plantação até a xícara e tem fotos muito bonitas.

Possuem uma gama de grãos do cerrado mineiro, sul de minas e alta mogiana, espressos a preço justo R$4,00, e por último os cafés aromatizados.
Foram estes que me chamaram a atenção! Tenho uma curiosidade sobre o processo de torra dos grãos com os  micro cristais aromáticos e o resultado final...me encantam!

Corri os olhos e depois de ver os óbvios, nozes, baunilha, amêndoa, achei o CREME IRLANDÊS!
Depois de tentar tirar alguma informação da atendente (sem sucesso) ordenei o pedido do espresso.



O café chegou e junto com ele um já conhecido aroma que me lembrou meu bom e velho JAMESON! Sim, o espresso tem aroma de whisky! Tirando algumas ressalvas de extração, o café apresentava um aroma altamente pronunciado, uma acidez elevada, mas agradável, e uma ausência total de amargor!

Corpo leve e refrescante e um retrogosto incrível de whisky irlandês!
Indico aos amigos que provem e se surpreendam!
Como barista devemos ter a cabeça aberta e sempre nos permitir experimentar!
Digo que valeu a pena!

domingo, 9 de outubro de 2011

6° ESPAÇO DO CAFÉ 2011

Participei nos dias 6, 7 e 8 de Outubro do ESPAÇO CAFÉ em São Paulo, no Expo Center Norte, trabalhando com a CIA ORGÂNICA DE CAFÉS.

Vi pouca coisa interessante, reencontrei profissionais e amigos que há muito não encontrava, conheci pessoas que já eram minhas amigas pela internet e fiz contatos...muitos contatos.


Eu e minha La Cimbali
Pensando no coletivo, acredito que para profissionais, donos de cafeterias, produtores de café, donos de fábricas de embalagens, sacos para armazenagem de café, e principalmente para quem não é de São Paulo, a feira tenha sido um Evento de muitas possibilidades, pois tínhamos vários profissionais de outros estados e até países presentes...


Minha avaliação pessoal da Feira foi regular! Faltou estrutura para a parte de alimentação (tínhamos uma opção de comida e caríssima), faltou organização (a COPA BARISTA para mim foi uma piada), faltou bom senso (ao lado da nossa, estava acontecendo uma Feira de Bebidas (?) de marcas nada conhecidas), faltou divulgação para os muitos interessados no mundo de café, e o resultado foi uma feira morna, com pouca visitação, muitos problemas e quase nenhum retorno aos Expositores.

Como profissional que sou, aproveitei para distribuir muitos cartões, fazer alguns contatos com fornecedores de materiais que preciso para criar meus drinks e fechei uma parceria interessante com um distribuidor de produtos para Baristas...e foi isso!



Para mim, ficou a esperança de que os Organizadores tenham compreendido a necessidade de muito mais experiência para que o evento tenha a dimensão que a Fispal consegue ter.



Um abraço especial para a Mônica (La Spaziale), Rodrigo e Danilo ( da Illy café), Aline (Monin), Thays (do blog Cheirinho de Café de Brasília ( http://cheirinhocafe.blogspot.com/) e claro, para minha irmãzinha Michelly Bari, que me proporcionou ótimos capuccinos.

Até o ano que vem!